Fonte:DSEC

No segundo trimestre de 2021 realizaram-se 147 reuniões, conferências, exposições e eventos de incentivo (+79, em termos trimestrais). O número de participantes e visitantes do trimestre em análise (318.000) aumentou 130,6%. Relativamente ao segundo trimestre de 2020 o número de eventos subiu 106 e o de participantes e visitantes cresceu significativamente 1.376,7%. Os crescimentos homólogos consideráveis devem-se ao facto de a base de comparação ter sido bastante baixa no segundo trimestre do ano passado, visto que o número de eventos diminuiu evidentemente no início da pandemia da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus, informam os Serviços de Estatística e Censos.

Durante o trimestre em análise efectuaram-se 128 reuniões e conferências, isto é, +89, em termos anuais e o número de participantes foi de 16.000, mais 696,9%. Salienta-se que se efectuaram 67 reuniões e conferências com duração igual ou superior a 4 horas, nas quais estiveram 12.000 participantes. A duração média das reuniões e conferências foi de 1,0 dias, mais 0,3 dias, em termos anuais e a área utilizada total situou-se em 81.000 m², tendo aumentado 446,2%. Por seu turno, efectuaram-se 4 eventos de incentivo, nos quais estiveram 1.563 participantes. A duração média dos eventos de incentivo foi de 3,1 dias e a área utilizada total atingiu 23.000 m².

Realizaram-se no trimestre de referência 15 exposições (+13, em termos anuais), foram todas organizadas por entidades não governamentais e tiveram 301.000 visitantes (+1.440,1%). A duração média das exposições foi de 3,3 dias (+0,3 dias, em termos anuais) e a área utilizada total situou-se em 33.000 m² (+447,5%). De acordo com as informações fornecidas pelas entidades organizadoras das 15 exposições realizadas, as receitas cifraram-se em 9,88 milhões de Patacas, das quais 82,5% eram provenientes do “aluguer das cabinas das exposições” e 16,9% eram dos “subsídios concedidos pelo Governo/instituições”. As despesas destas exposições cifraram-se em 9,77 milhões de Patacas, sendo efectuadas em “serviços de produção, instalação e decoração” (36,9% do total) e em “publicidade, promoção e relações públicas” (26,3% do total). Depois de subtraídas as despesas e os subsídios concedidos pelo Governo/instituições, das receitas destas exposições, registou-se o valor negativo de 1,56 milhões de Patacas.

Nas exposições realizadas no segundo trimestre de 2021 participaram 778 expositores e 124 visitantes profissionais, sendo 87,9% e 97,6% do total provenientes de Macau, respectivamente. As informações recolhidas junto de 422 expositores entrevistados indicavam que 94,3% das receitas provinham de “vendas de bens”, enquanto que 66,4% das despesas foram efectuadas em “rendas das cabinas” e que 17,8% das despesas foram efectuadas em “instalação e decoração das cabinas”. Quanto aos comentários dos expositores entrevistados, observou-se que os graus de satisfação de expositores com as instalações e serviços aumentaram, face aos graus do primeiro trimestre, ou seja, as proporções dos expositores, que contrataram as empresas locais e estavam satisfeitos com a “qualidade de serviços” (92,7%) e a “organização” (92,7%) destas empresas, subiram 0,1 pontos percentuais. As proporções dos expositores satisfeitos com a “eficiência e atitude” (88,1%) e as “competências linguísticas” (86,9%) dos trabalhadores nas instalações das exposições cresceram 7,5 e 5,0 pontos percentuais, respectivamente, em termos trimestrais.

No primeiro semestre de 2021 efectuaram-se 215 reuniões, conferências, exposições e eventos de incentivo, isto é, mais 52, face ao semestre homólogo de 2020 e o número de participantes e visitantes foi de 457.000, tendo aumentado 347,7%. Realizaram-se 189 reuniões e conferências (+33, em termos anuais), nas quais estiveram 23.000 participantes (+20,7%). Efectuaram-se 22 exposições (+17, em termos anuais), as quais tiveram 432.000 visitantes (+424,4%). No primeiro semestre de 2021 as receitas e despesas das 22 exposições cifraram-se em 16,10 milhões e 14,54 milhões de Patacas, respectivamente. Depois de subtraídas as despesas e os subsídios concedidos pelo Governo/instituições, das receitas destas exposições, registou-se o saldo negativo de 0,99 milhões de Patacas.

Informações relacionadas: Estatísticas do Sector das Convenções e Exposições referentes ao 2º Trimestre de 2021